Clique e assine a partir de 9,90/mês
Radar Por Robson Bonin Notas exclusivas sobre política, negócios e entretenimento. Com Evandro Éboli, Mariana Muniz e Manoel Schlindwein. Este conteúdo é exclusivo para assinantes.

Tudo tem limite

Eike Batista vendeu todos os jatinhos e helicópteros que possuía – e não eram poucos. Neste ano, já foi visto algumas vezes pegando aviões de carreira para voos internacionais. Mas tudo tem um limite. Quando faz rotas domésticas, nem discute – aluga um jatinho. Um voo Rio-São Paulo-Rio, seu trajeto mais frequente, sai entre 12 000 […]

Por Da Redação - Atualizado em 31 jul 2020, 03h22 - Publicado em 2 ago 2014, 08h23
eike

Eike: ninguém é de ferro

Eike Batista vendeu todos os jatinhos e helicópteros que possuía – e não eram poucos. Neste ano, já foi visto algumas vezes pegando aviões de carreira para voos internacionais.

Mas tudo tem um limite. Quando faz rotas domésticas, nem discute – aluga um jatinho.

Um voo Rio-São Paulo-Rio, seu trajeto mais frequente, sai entre 12 000 reais e 55 000 reais, dependendo do modelo do avião.

Publicidade