Clique e Assine por apenas R$ 0,50/dia
Radar Por Robson Bonin Notas exclusivas sobre política, negócios e entretenimento. Com Gustavo Maia e Mariana Muniz. Este conteúdo é exclusivo para assinantes.

TRF decide se Picciani, Melo e Albertassi se tornam réus

Este pode ser o primeiro processo da Lava-Jato contra autoridades

Por Ernesto Neves Atualizado em 14 mar 2018, 13h18 - Publicado em 14 mar 2018, 13h08

O Tribunal Regional Federal da 2ª Região julga em sessão extraordinária nesta quinta (15) se os deputados fluminenses Jorge Picciani, Paulo Melo e Edson Albertassi, todos do MDB, vão se tornar réus na Lava-Jato.

Os três foram presos preventivamente em 2017 pela Operação Cadeia Velha, em que são acusados de corrupção passiva, organização criminosa e, no caso de Picciani, lavagem de dinheiro.

Caso aceite a denúncia do Ministério Público Federal, este será o primeiro processo da Lava-Jato contra autoridades que tem prerrogativa de foro na 2ª instância.

Em manifestação aos desembargadores do tribunal, o MPF afirmou que a libertação dos políticos representaria risco à efetividade da justiça e à garantia da ordem pública, “pois, com sua ampla rede de influência política e econômica, eles dificultariam a aplicação da lei e continuariam a cometer os crimes”.

  •  

     

    Continua após a publicidade
    Publicidade