Clique e assine com até 92% de desconto
Radar Por Gabriel Mascarenhas (interino) Notas exclusivas sobre política, negócios e entretenimento. Com Evandro Éboli, Mariana Muniz e Manoel Schlindwein. Este conteúdo é exclusivo para assinantes.

‘Total fracasso de uma política externa de submissão’, diz Celso Amorim

Ex-ministro comentou decisão da Casa Branca de suspender entrada de estrangeiros que passaram pelo Brasil

Por Manoel Schlindwein Atualizado em 24 Maio 2020, 20h00 - Publicado em 24 Maio 2020, 19h51

A gestão do combate à pandemia do novo coronavírus pelo governo Jair Bolsonaro culminou hoje no anúncio da proibição da entrada de estrangeiros nos Estados Unidos que estiveram no Brasil.

A avaliação parte do ex-ministro de Relações Exteriores Celso Amorim. “É a demonstração cabal do total fracasso de uma politica externa de absoluta submissão à Washington. Nenhum recompensa. Nenhum toma lá, da dá. É só toma lá e não dá cá”, resumiu o chanceler do governo Lula.

A medida tomada por Donald Trump neste domingo é mais uma tentativa para conter o avanço do coronavírus no país. O país registra quase 100.000 óbitos pela doença.

Na sexta-feira, a Organização Mundial da Saúde declarou a América Latina como o epicentro mundial da covid-19 e fez especial menção ao Brasil, país com o maior número de casos na região.

Continua após a publicidade
Publicidade