Clique e assine com até 92% de desconto
Radar Por Robson Bonin Notas exclusivas sobre política, negócios e entretenimento. Com Evandro Éboli, Mariana Muniz e Manoel Schlindwein. Este conteúdo é exclusivo para assinantes.

Tomógrafo instalado em igreja na Rocinha ainda não funciona

Lideranças comunitárias querem que Justiça faça perícia para saber por que equipamento está parado

Por Mariana Muniz Atualizado em 25 jun 2020, 17h00 - Publicado em 25 jun 2020, 13h54

Três semanas após ter sido inaugurado, o Centro de Imagem da Rocinha, construído dentro de uma Igreja Universal do Reino de Deus, ainda não está funcionando. A unidade abriga um tomógrafo para atender pacientes da comunidade do Rio de Janeiro que estejam com coronavírus.

Nesta quinta-feira, os autores de uma ação popular que questionava a instalação do equipamento no estacionamento do templo religioso voltaram a provocar a Justiça sobre o funcionamento do tomógrafo.

No documento, Danilo Firmino, coordenador do Coletivo Fala Subúrbio, e Victor Almeida, pedem uma perícia técnica no local. De acordo com o documento apresentado à 15ª Vara de Fazenda Pública do Rio, o recém-instalado tomógrafo teria queimado por uma ligação errada.

A construção do Centro de Imagem da Rocinha no estacionamento da Igreja Universal foi mantida pela prefeitura do Rio mesmo após decisões da Justiça suspendendo a instalação do tomógrafo no local. Segundo a administração de Marcelo Crivella, o lugar foi escolhido por já contar com “a infraestrutura adequada”.

ATUALIZAÇÃO, às 16h45: A assessoria de imprensa da Secretaria Municipal de Saúde do Rio procurou o Radar para dizer que “o tomógrafo da Rocinha está funcionando desde o dia 22, e já realizou 10 exames”. O Radar mantém a informação.

Continua após a publicidade
Publicidade