Clique e assine com até 92% de desconto
Radar Por Gabriel Mascarenhas (interino) Notas exclusivas sobre política, negócios e entretenimento. Com Evandro Éboli, Mariana Muniz e Manoel Schlindwein. Este conteúdo é exclusivo para assinantes.

Toffoli pede informações ao STJ e PGR sobre situação de Witzel

Como o Radar mostrou mais cedo, o governador afastado do Rio recorreu ao STF contra a decisão que lhe tirou do cargo

Por Mariana Muniz Atualizado em 31 ago 2020, 17h32 - Publicado em 31 ago 2020, 17h31

O ministro Dias Toffoli deu 24 horas para que o STJ preste informações sobre a decisão que afastou Wilson Witzel do giverno do Rio de Janeiro por 180 dias.

O presidente do STF é o relator do pedido apresentado pela defesa de Witzel para suspender a decisão do ministro Benedito Gonçalves, do STJ.

Toffoli também determinou que após a prestação de informações do STJ a Procuradoria-Geral da República seja ouvida também no prazo de 24 horas. A PGR é a autora da denúncia contra o governador.

Publicidade