Clique e assine com 88% de desconto
Radar Por Robson Bonin Notas exclusivas sobre política, negócios e entretenimento. Com Evandro Éboli, Mariana Muniz e Pedro Carvalho. Este conteúdo é exclusivo para assinantes.

‘Tira esse vagabundo daqui’, dispara senador a Jucá em confusão no Senado

Barraco na comissão que deve sabatinar Eduardo Bolsonaro foi protagonizado por rivais de Roraima

Por Robson Bonin - Atualizado em 10 set 2019, 11h48 - Publicado em 10 set 2019, 11h27

Marcela Mattos, repórter de Veja

Há pouco, na Comissão de Relações Exteriores do Senado, o agora consultor Romero Jucá foi até o Senado para acompanhar a sabatina do indicado para a embaixada do Brasil na Bósnia.

Como de costume, sentou à frente da tribuna, no lugar dos senadores. Telmário Mota, inimigo figadal do ex-senador, não perdoou.

“Tira esse vagabundo daqui. Ladrão! Ladrão do Brasil e de Roraima”, disparou Telmário.

Publicidade

Jucá devolveu os ataques acusando Telmário de bater em mulher e de também ter “pecados”. “Sua mulher foi presa. Você é que é ladrão”, disse.

Telmário rebateu: “Nela, não. Nela, eu não bato. Mas em cabra eu bato”.

Diante do barraco deliberado, a segurança do Senado foi acionada.

Jucá, no entanto, ficou onde estava.

Publicidade

Telmário é que saiu: “Lamento que aqui na vaga de um senador esteja um lobista, um ex-senador, um cara envolvido em corrupção. Desse jeito é impossível ficar aqui”.

Publicidade