Clique e Assine a partir de R$ 7,90/mês
Radar Por Robson Bonin Notas exclusivas sobre política, negócios e entretenimento. Com Gustavo Maia, Laísa Dall'Agnol e Lucas Vettorazzo. Este conteúdo é exclusivo para assinantes.

Macri pressiona Temer por acordo automotivo com a União Europeia

O presidente brasileiro ouviu um tanto do vizinho argentino na semana passada

Por Da Redação 16 mar 2018, 15h30

Michel Temer passou por uma situação no mínimo insólita com o argentino Maurício Macri. Na posse do presidente chileno Sebastian Piñera, no último domingo (11), Macri pressionou Temer a aceitar as condições impostas pela União Europeia em um novo acordo para o setor automotivo do Mercosul.

Os europeus querem, entre outras coisas, afrouxar a regra que exige fabricação de 60% das peças dos veículos dentro do Mercosul. Macri é um entusiasta da ideia.

Para o argentino, o Brasil deveria aceitar logo suas exigências. Falou um monte na orelha de Temer. “Você está do nosso lado ou deles?”, perguntou o emedebista.

Ao chegar em casa, após ouvir um tanto, Temer foi negociar os novos termos e viu que as condições impostas pelos europeus eram ainda melhores do que o que foi vendido pelo presidente vizinho.

Continua após a publicidade

Publicidade