Clique e assine a partir de 9,90/mês
Radar Por Robson Bonin Notas exclusivas sobre política, negócios e entretenimento. Com Evandro Éboli, Mariana Muniz e Manoel Schlindwein. Este conteúdo é exclusivo para assinantes.

TCU aperta Receita por informações da Andrade Gutierrez

Atrás dos CPFs

Por Da Redação - Atualizado em 17 jun 2019, 23h46 - Publicado em 17 jun 2019, 17h54

Em razão dos desvios em obras como Angra 3, o ministro Bruno Dantas, do TCU, determinou uma devassa na distribuição de lucros dos acionistas da Andrade Gutierrez.

O problema é que a Receita Federal encaminhou apenas as informações dos atuais diretores, omitindo os acionistas, invocando o sigilo fiscal da empresa para negar maiores informações.

Ao receber a resposta, Dantas autorizou nova diligência, sob justificativa de que as respostas não atendem aos requisitos.

Dantas quer saber quanto foi destinado a cada acionista da companhia desde 2009, seja a título de dividendos, operações de mútuos, redução de capital com distribuição de valores, pagamento de royalties, seja de qualquer outra operação.

A ideia é preservar a atividade empresarial da companhia, mas bloquear os bens de seus donos.

Continua após a publicidade
Publicidade