Clique e Assine por apenas R$ 0,50/dia
Radar Por Robson Bonin Notas exclusivas sobre política, negócios e entretenimento. Com Gustavo Maia, Laísa Dall'Agnol e Lucas Vettorazzo. Este conteúdo é exclusivo para assinantes.

Sucessor natural de Meirelles não desce na goela do Congresso

Secretário-executivo da Fazenda, Eduardo Guardia tem fama de ser insensível politicamente

Por Gabriel Mascarenhas 15 fev 2018, 10h30

Se Henrique Meirelles pretende fazer seu sucesso no Ministério da Fazenda quando deixar o posto para disputar a eleição, já deve começar a pensar num plano B.

O nome natural na ausência do ministro, seu secretário-executivo, Eduardo Guardia, não desce na goela dos congressistas.

Braço-direito de Meirelles tem fama de ser um sujeito com pouco jogo de cintura e insensível politicamente. Ou seja, caso Michel Temer cogite alçá-lo a ministro, deve se preparar para a queixaria.

Publicidade