Clique e Assine por apenas R$ 0,50/dia
Radar Por Robson Bonin Notas exclusivas sobre política, negócios e entretenimento. Com Gustavo Maia e Mariana Muniz. Este conteúdo é exclusivo para assinantes.

STJ julga suposta parcialidade de Sergio Moro

Lula reclama de amizade entre magistrado e desembargador do Tribunal Regional Federal da 4ª Região

Por Ernesto Neves Atualizado em 27 jun 2017, 14h58 - Publicado em 27 jun 2017, 13h02

A Quinta Turma do Superior Tribunal de Justiça (STJ) analisa nesta terça (27) a suspeição criminal proposta por Lula contra o juiz Sergio Moro.

Lula alega falta de parcialidade devido a amizade entre Moro e o desembargador federal João Pedro Gebran Neto, do Tribunal Regional Federal da 4ª Região.

Segundo Lula, o relação os tornaria suspeitos de julgar os recursos decorrentes da Lava-Jato.

Como se sabe, o Tribunal analisa recursos contra sentenças impostas por Moro.

  • Continua após a publicidade
    Publicidade