Clique e Assine por apenas R$ 0,50/dia
Radar Por Robson Bonin Notas exclusivas sobre política, negócios e entretenimento. Com Gustavo Maia, Laísa Dall'Agnol e Lucas Vettorazzo. Este conteúdo é exclusivo para assinantes.

STF deixa análise sobre condenações de Lula para amanhã

Ministros debateram se caberia ao plenário ou à Segunda Turma análise da decisão de Fachin sobre ex-presidente

Por Mariana Muniz Atualizado em 14 abr 2021, 18h45 - Publicado em 14 abr 2021, 18h26

Previsto para começar nesta quarta-feira, o julgamento sobre as condenações do ex-presidente Lula no Supremo Tribunal Federal não passou sequer do prólogo.

Após muito debate, os ministros decidiram, apenas, que o recurso deve ser julgado pelo plenário — e não pela Segunda Turma. A discussão ocorreu depois de alguns ministros, como Ricardo Lewandowski, questionarem o envio da matéria para o plenário.

“De centenas de habeas corpus que julgamos nas turmas, porque é sempre o caso do ex-presidente [Lula] que tem que ir ao Plenário? Me causa estranheza”, disse.

Os ministros não chegaram a entrar no mérito: se validam, ou não, a decisão de Fachin, que declarou a incompetência da 13ª Vara Federal de Curitiba — do ex-juiz Sergio Moro — para julgar Lula, anulando todas as condenações do ex-presidente. Ficou para amanhã.

Continua após a publicidade
Publicidade