Clique e Assine a partir de R$ 7,90/mês
Radar Por Robson Bonin Notas exclusivas sobre política, negócios e entretenimento. Com Gustavo Maia, Laísa Dall'Agnol e Lucas Vettorazzo. Este conteúdo é exclusivo para assinantes.

Sono a mais

Joaquim Barbosa confidenciou a interlocutores que não vai alterar sua forma habitual de trabalhar, por isso não pedirá a prisão dos mensaleiros antes da publicação do acórdão do julgamento do mensalão. Com isso, afasta-se a possibilidade da turma de condenados ser presa já na semana que vem, quando o julgamento deve chegar ao fim.

Por Da Redação Atualizado em 31 jul 2020, 07h36 - Publicado em 18 out 2012, 17h32

Trabalho habitual

Joaquim Barbosa confidenciou a interlocutores que não vai alterar sua forma habitual de trabalhar, por isso não pedirá a prisão dos mensaleiros antes da publicação do acórdão do julgamento do mensalão. Com isso, afasta-se a possibilidade da turma de condenados ser presa já na semana que vem, quando o julgamento deve chegar ao fim.

Publicidade