Clique e Assine por apenas R$ 0,50/dia
Radar Por Robson Bonin Notas exclusivas sobre política, negócios e entretenimento. Com Gustavo Maia e Mariana Muniz. Este conteúdo é exclusivo para assinantes.

Só no céu mesmo

No final de abril, Paulo Magalhães, deputado federal baiano, apresentou projeto de lei para obrigar as companhias aéreas comerciais a colocarem um médico em sua equipe nos voos com duração acima de duas horas. O projeto está na Comissão de Seguridade Social da Câmara dos Deputados, esperando parecer para ir à votação. Dia desses, um […]

Por Da Redação Atualizado em 31 jul 2020, 10h45 - Publicado em 16 set 2011, 14h22

No final de abril, Paulo Magalhães, deputado federal baiano, apresentou projeto de lei para obrigar as companhias aéreas comerciais a colocarem um médico em sua equipe nos voos com duração acima de duas horas. O projeto está na Comissão de Seguridade Social da Câmara dos Deputados, esperando parecer para ir à votação. Dia desses, um representante das companhias aéreas fez troça da proposta:

– Se não temos médicos na terra, imagine no ar.

A propósito, em 2007, outro deputado, Henrique Afonso, apresentou projeto semelhante – previa um médico ou enfermeiro na sua tripulação, sem distinção de tempo de voo. A proposta foi arquivada, mas como ele se reelegeu, voltou a tramitar – está parada, aguardando redistribuição da Mesa Diretora.

Publicidade