Clique e Assine por apenas R$ 0,50/dia
Radar Por Robson Bonin Notas exclusivas sobre política, negócios e entretenimento. Com Gustavo Maia, Laísa Dall'Agnol e Lucas Vettorazzo. Este conteúdo é exclusivo para assinantes.

‘Sistema eleitoral deve ter confiabilidade’, diz Aécio sobre voto impresso

Deputado tucano explica sua posição a favor do projeto do governo

Por Laísa Dall'Agnol Atualizado em 11 jun 2021, 19h06 - Publicado em 11 jun 2021, 18h56

O deputado federal Aécio Neves (PSDB-MG) afirmou nesta sexta não defender o projeto bolsonarista de voto impresso e explicou sua posição a favor do projeto do governo.

Ele é um dos parlamentares que integram a comissão na Câmara que analisará a proposta. Levantamento feito pelo Estadão mostra que tanto Aécio quanto o correligionário Nilson Pinto, membros do colegiado, têm a posição de voto a favor do texto.

“Defendo o mesmo projeto que, em 2015, contou com meu voto e o apoio unânime da bancada do PSDB no Senado e de mais de 80% do partido da Câmara: a possibilidade de auditagem das urnas eletrônicas, como ocorre em mais de 90% dos países que utilizam esse sistema”, diz o deputado.

O PSDB, por enquanto, diz que a questão ainda não tem posição oficial no partido.

Aécio defende, ainda, que em 2015 sequer era conhecida a posição de Bolsonaro sobre o tema, e que o sistema de votação precisa ter eficácia e confiabilidade.

“Eu, que trabalhei desde 1994 pela aprovação das urnas eletrônicas de primeira geração, continuo defendendo o aprimoramento desse sistema. Isso traz segurança ao sistema eleitoral e à democracia. Essa é a posição que eu defendo. O partido ainda não discutiu essa matéria este ano”, declarou.

Continua após a publicidade
Publicidade