Clique e assine a partir de 9,90/mês
Radar Por Robson Bonin Notas exclusivas sobre política, negócios e entretenimento. Com Evandro Éboli, Mariana Muniz e Manoel Schlindwein. Este conteúdo é exclusivo para assinantes.

Sindicato acusa delegado da PF de agredir funcionário

Caso teria ocorrido no dia 12 de abril

Por Ernesto Neves - Atualizado em 17 abr 2019, 17h48 - Publicado em 17 abr 2019, 12h33

O Sindicato dos Servidores Públicos Civis da Polícia Federal de São Paulo encaminhou à Superintendência da corporação um documento (ver abaixo) em que relata supostos abusos cometido pelo delegado Carlos Eduardo Pellegrini Magro.

De acordo com o documento, Pellegrini teria agredido fisicamente um escrivão de nome David (o sindicato não forneceu o sobrenome) no dia 12 de abril.

O documento afirma que David foi arremessado por Pellegrini para dentro de sua sala. Narra ainda que o delegado “gritava impropérios” contra David.

David procurou o Núcleo de Disciplina da corporação mas, segundo o sindicato, não foi encontrado registro da queixa no local.

A violência verbal, diz o sindicato, teria continuado mesmo após a reclamação.

Segundo o sindicato, Pellegrini tem um histórico de problemas disciplinares.

Em 2017, foi detido em flagrante por utilizar placa institucional em seu carro particular. Também teria se envolvido numa briga com um escrivão da PF, chegando a agredi-lo. E, numa greve em 2012, sacou a arma para intimidar um agente da PF.

 

reprodução/Reprodução
Reprodução/Reprodução
reprodução/Reprodução
reprodução/Reprodução
Continua após a publicidade
Publicidade