Clique e assine com até 92% de desconto
Radar Por Robson Bonin Notas exclusivas sobre política, negócios e entretenimento. Com Evandro Éboli, Mariana Muniz e Manoel Schlindwein. Este conteúdo é exclusivo para assinantes.

Setores de alimentação e vestuário partem para promoções e ações sociais

Estudo da Cielo e AGP Pesquisas ouviu 983 empresários de segmentos duramente afetados pela pandemia do coronavírus.

Por Manoel Schlindwein Atualizado em 24 jun 2020, 10h05 - Publicado em 24 jun 2020, 16h32

Um levantamento da Cielo com a AGP Pesquisas ouviu 983 empresários dos setores da alimentação e vestuário, dois dos mais afetados pela pandemia de coronavírus, sobre as formas encontradas por eles para tentar manter o faturamento na crise.

O levantamento mostra que as promoções foram a ferramenta mais utilizada para tentar atravessar o momento. No setor de vestuário, 80% dos empresários afirmaram que já realizaram ou realizarão promoções; enquanto no setor de alimentação o índice é de 62%.

Ainda de acordo com a pesquisa, metade dos empresários dos dois setores lançou mão de ações solidárias, tais como doações de alimentos não perecíveis e máscaras.

Publicidade