Clique e assine com 88% de desconto
Radar Por Robson Bonin Notas exclusivas sobre política, negócios e entretenimento. Com Evandro Éboli, Mariana Muniz e Pedro Carvalho. Este conteúdo é exclusivo para assinantes.

Senador que emprega Léo Índio: ‘a caneta que nomeia também exonera’

Chico Rodrigues está satisfeito com trabalho de sobrinho de Bolsonaro, que teve sigilo bancário quebrado; vai aguardar o desenrolar de investigação

Por Evandro Éboli - 16 maio 2019, 17h15

Vice-líder do governo no Senado, Chico Rodrigues (DEM-RR) está satisfeito com o trabalho do assessor Léo Índio, sobrinho do presidente Jair Bolsonaro.

Acontece que Léo Índio, que trabalhou durante seis anos com Flávio Bolsonaro na Assembleia Legislativa do Rio, também teve seu sigilo bancário quebrado. O que, ao menos por enquanto, não quer dizer nada. O senador irá aguardar os desdobramentos da investigação e se aparecer complicações diz que vai adotar medidas.

“A caneta que nomeia é a que também exonera”.

 

Publicidade