Clique e Assine por somente R$ 2,50/semana
Radar Por Robson Bonin Notas exclusivas sobre política, negócios e entretenimento. Com Evandro Éboli, Mariana Muniz e Manoel Schlindwein. Este conteúdo é exclusivo para assinantes.

Senador petista cobra Pacheco a abrir CPI da Covid no Senado

"Se tem assinaturas necessárias, é ler o requerimento e instalar", diz Jean Paul Prates

Por Manoel Schlindwein Atualizado em 24 fev 2021, 10h04 - Publicado em 23 fev 2021, 17h18

Para o senador Jean Paul Prates (PT-RN) a criação da comissão para acompanhar as ações contra a covid-19 não deveria inviabilizar a organização de uma CPI para investigar a atuação do governo federal no enfrentamento da pandemia. O Senado vota, nesta terça-feira, o requerimento 105/2021, de autoria do senador Eduardo Braga.

“A criação dessa comissão interna não pode inviabilizar a criação da CPI. Nos últimos meses, tivemos uma série de omissões e de ações erráticas do governo federal que ceifaram as vidas de milhares de brasileiros. Não podemos deixar impunes essas ações do Poder Executivo”, defendeu o líder da minoria. “Vale lembrar que a criação da CPI não impede em nada o calendário de vacinação no país”, completou.

O pedido da CPI é do senador Randolfe Rodrigues (Rede-AP) que reuniu 30 assinaturas a favor de sua instalação. Como já tem o número suficiente de assinaturas, caberia agora ao presidente do Senado, Rodrigo Pacheco (DEM-MG), fazer a instalação. O requerimento apresentado por Randolfe diz que o governo federal tem violado os direitos fundamentais básicos de toda a população brasileira à vida e à saúde. “Ao presidente do Senado, não cabe juízo de valor. Se tem assinaturas necessárias, é ler o requerimento e instalar”, finalizou Jean Paul.

Publicidade