Clique e Assine a partir de R$ 19,90/mês
Radar Por Robson Bonin Notas exclusivas sobre política, negócios e entretenimento. Com Gustavo Maia, Laísa Dall'Agnol e Lucas Vettorazzo. Este conteúdo é exclusivo para assinantes.

Senador apresenta pedido para convocar filho 04 de Bolsonaro à CPI

Alessandro Vieira quer esclarecimentos sobre os vínculos de Jair Renan com o lobista Marconny Faria

Por Gustavo Maia Atualizado em 20 set 2021, 17h07 - Publicado em 20 set 2021, 16h31

O adiamento do fim da CPI da Pandemia já começa a dar possíveis frutos. O senador Alessandro Vieira anunciou há pouco que apresentou um requerimento para convocar Jair Renan, o filho 04 do presidente Jair Bolsonaro, para depor na comissão.

Na justificativa do pedido, o senador também citou a necessidade de Jair Renan justifique “as ameaças feitas a esta Comissão Parlamentar de Inquérito através de vídeo em loja de armamentos”.

No começo da tarde, publicou no Instagram um vídeo dentro de uma loja de armas com a mensagem “Alooo CPI kkkkk”.

“Visitando a loja de um grande amigo meu […] Sabe o que é que o cara vende? Arma”, narra Jair Renan, apontando para algumas armas expostas no local.

O objetivo do requerimento é obter esclarecimentos da relação dele com Marconny Faria, apontado como lobista da Precisa Medicamentos. A CPI obteve mensagens trocadas entre os dois por meio de uma investigação do MPF do Pará.

“Apresentei requerimento para convocar o senhor Jair Renan, para que ele possa dar pessoalmente um alô para a CPI e preste esclarecimentos sobre seus vínculos com o lobista Marconny Faria e supostas ameaças a parlamentares. A lei vale para todos”, escreveu Vieira, nas redes sociais.

Na semana passada, os senadores aprovaram a convocação de Ana Cristina Valle, a mãe de Jair Renan. Os dois, aliás, foram morar recentemente em uma mansão no Lago Sul, em Brasília, como revelou a Veja.

Continua após a publicidade
Publicidade