Clique e Assine a partir de R$ 7,90/mês
Radar Por Robson Bonin Notas exclusivas sobre política, negócios e entretenimento. Com Gustavo Maia, Laísa Dall'Agnol e Lucas Vettorazzo. Este conteúdo é exclusivo para assinantes.

Senado faz sessão para comemorar uma década do Dia da Consciência Negra

Solenidade também celebrará lançamento do Observatório de Equidade, iniciativa que busca traçar um perfil da representação racial no Legislativo

Por Laísa Dall'Agnol Atualizado em 25 nov 2021, 18h38 - Publicado em 25 nov 2021, 18h34

O Plenário do Senado realiza a partir das 15h desta sexta-feira uma sessão especial para comemorar os dez anos do Dia da Consciência Negra, celebrado em 20 de novembro.

A data foi oficialmente instituída no calendário do país em 2011 — embora a legislação não determine a obrigação do feriado, a decisão fica a critério dos estados e municípios.

O senador Paulo Paim (PT-RS), que solicitou a solenidade, diz que a data é importante para refletir sobre a história da escravidão no Brasil, bem como para pressionar por políticas públicas de combate às desigualdades econômicas e sociais.

Na ocasião, também será comemorado o lançamento do Observatório de Equidade nos Legislativos Federal e Estaduais, cujo objetivo é traçar um perfil da representação no Congresso e nas Assembleias Estaduais.

“Hoje, a população negra corresponde a 56% da população brasileira, mas o descaso com a pauta racial é presenciado em todas as esferas da sociedade”, diz o parlamentar.

Na última semana, o Plenário do Senado aprovou o projeto de autoria do senador que tipifica a injúria racial como crime de racismo. A proposta também aumenta a pena para o crime e, agora, será analisada pela Câmara.

Continua após a publicidade

Publicidade