Clique e Assine por apenas R$ 0,50/dia
Radar Por Robson Bonin Notas exclusivas sobre política, negócios e entretenimento. Com Gustavo Maia, Laísa Dall'Agnol e Lucas Vettorazzo. Este conteúdo é exclusivo para assinantes.

Senado começa a discutir lei 16 horas antes de leilão

A corrida do governo para evitar um rombo ainda maior no Orçamento chegou ao limite do desespero. Começou a ser votada agora no Senado a Medida Provisória (MP) 688, que autoriza a licitação de usinas cujas concessões venceram mediante pagamento de outorga. A expectativa é arrecadar R$ 17 bilhões, dos quais pouco mais de R$ 11 […]

Por Da Redação Atualizado em 31 jul 2020, 00h02 - Publicado em 24 nov 2015, 18h13
Corrida contra o tempo

Corrida contra o tempo

A corrida do governo para evitar um rombo ainda maior no Orçamento chegou ao limite do desespero.

Começou a ser votada agora no Senado a Medida Provisória (MP) 688, que autoriza a licitação de usinas cujas concessões venceram mediante pagamento de outorga. A expectativa é arrecadar R$ 17 bilhões, dos quais pouco mais de R$ 11 bilhões ainda neste ano.

Às vésperas de lances bilionários, os investidores estão no escuro: o leilão acontece amanhã às 10 horas da manhã.

Por enquanto, a oposição não está deixando barato. Os senadores Aécio Neves e José Serra, do PSDB, fizeram questão de lembrar que o dinheiro para engordar o caixa virá dos consumidores: os vencedores poderão cobrar tarifas maiores que as anteriormente previstas para compensar o investimento.

Continua após a publicidade
Publicidade