Clique e Assine por apenas R$ 0,50/dia
Radar Por Robson Bonin Notas exclusivas sobre política, negócios e entretenimento. Com Gustavo Maia, Laísa Dall'Agnol e Lucas Vettorazzo. Este conteúdo é exclusivo para assinantes.

Sem eleições diretas, Lula reza para Temer permanecer no governo

Como sabe que o povo não irá às urnas antes de 2018, petistas quer ver presidente sangrando até o fim do mandato

Por Gabriel Mascarenhas Atualizado em 24 Maio 2017, 22h24 - Publicado em 24 Maio 2017, 07h23

O PT não tem plano B: gritará até o último minuto em favor da renúncia de Michel Temer e da realização de eleições diretas.

A depender da pressão, o presidente pode até entregar o boné, mas é mais fácil uma vaca voar do que o Congresso permitir que o povo escolha seu substituto. E o PT sabe disso.

Nas conversas com correligionários, Lula vem afirmando que, diante desse cenário, não há nada melhor para ele e seu partido do que Temer permanecer no Palácio do Planalto, sangrando até 31 de dezembro de 2018.

Lula não admitirá seu desejo publicamente nem sob tortura, por isso a ordem é para que os petistas massacrem a tecla das diretas.

Continua após a publicidade
Publicidade