Clique e assine a partir de 9,90/mês
Radar Por Robson Bonin Notas exclusivas sobre política, negócios e entretenimento. Com Evandro Éboli, Mariana Muniz e Manoel Schlindwein. Este conteúdo é exclusivo para assinantes.

Sede do Sindicato dos Metalúrgicos em São Paulo vai a leilão

Fim da contribuição sindical obrigatória levou sindicato a se desfazer de imóvel milionário em São Paulo

Por Manoel Schlindwein - 22 Maio 2020, 14h32

O Palácio do Trabalhador, sede do sindicato dos metalúrgicos em São Paulo, vai a leilão no dia 10 de junho. O lance inicial é de R$ 110 milhões, valor 25% abaixo do mercado. O interessado em adquirir o imóvel terá de desembolsar R$ 40 milhões à vista e o restante em 36 vezes, com juro de 1% ao mês.

Sem o imposto sindical, uma das consequências da reforma trabalhista, a manutenção do prédio de 14 andares, 3 subsolos, auditório, 8 elevadores, 244 vagas de garagem e heliponto ficou insustentável. Hoje praticamente ocioso, o prédio chegou a abrigar a Força Sindical e o Centro de Solidariedade.

A localização é das melhores: ao lado de estação de metrô e de vários hospitais e faculdades. Resta saber quem vai desembolsar a quantia em tempos de crise econômica e mudança de hábitos, como o home office ou o ensino à distância. Quem administra as propostas é a Frazão Leilões.

Publicidade