Clique e Assine por apenas R$ 0,50/dia
Radar Por Robson Bonin Notas exclusivas sobre política, negócios e entretenimento. Com Gustavo Maia e Mariana Muniz. Este conteúdo é exclusivo para assinantes.

Se dependesse do presidente do PSB, partido já teria candidato

Para Carlos Siqueira, legenda vai se apequenar caso não apoie ninguém

Por Gabriel Mascarenhas Atualizado em 2 jul 2018, 20h46 - Publicado em 2 jul 2018, 17h00

O PSB anda vagarosamente em direção a Ciro Gomes. Embora a maioria do partido indique preferência pelo candidato do PDT, diretórios importantes são entusiastas de outros nomes.

O de Pernambuco segue ávido para se coligar com o PT, enquanto Marcio França, em São Paulo, está fechado com Geraldo Alckmin.

Tudo isso é verdade, mas se a decisão dependesse exclusivamente do presidente do PSB, Carlos Siqueira, a legenda já teria se coligado com Ciro há tempos.

Na visão dele, o partido vai se apequenar caso opte por não subir no palanque de ninguém numa eleição em que há um candidato em seu campo ideológico e, mais disposto, a ter um quadro do PSB em sua vice.

Continua após a publicidade
Publicidade