Clique e Assine por apenas R$ 0,50/dia
Radar Por Robson Bonin Notas exclusivas sobre política, negócios e entretenimento. Com Gustavo Maia e Mariana Muniz. Este conteúdo é exclusivo para assinantes.

Saúde! Marinha vai comprar mais de 35 mil garrafas de vinho

Lista de compras inclui ainda 2,8 toneladas de queijo Mascarpone, a 107,67 reais o quilo

Por Hugo Marques Atualizado em 15 dez 2020, 18h53 - Publicado em 15 dez 2020, 12h26

A Diretoria de Abastecimento da Marinha do Brasil, sediada no Rio de Janeiro, anunciou a compra de gêneros alimentícios. A lista inclui 35.973 garrafas de vinho ao custo estimado de 828.000 reais.

A Marinha diz no edital que será “vinho para tempero”. Os vinhos para tempero podem ser comprados a partir de 12 reais no varejo. No atacado, os preços caem ainda mais.

A lista de compras da Marinha inclui 13.357 garrafas de vinhos de 31,73 reais cada, do tipo tinto seco. Os vinhos restantes estão orçados em 17,90 a garrafa.

A lista de compras inclui ainda alguns itens bem caros, como o queijo Mascarpone, a 107,67 reais o quilo. Só em Mascarpone, serão 2,8 toneladas, orçadas em 309.000 reais.

ATUALIZAÇÃO, 18H52 — A Marinha do Brasil enviou nota em que diz que “não ocorreu a aquisição dos itens mencionados”. O Radar não diz que a Marinha adquiriu os vinhos, diz que a Marinha “anunciou” a compra, pois o edital foi publicado no Diário Oficial da União. A lista citada pelo jornalista consta em Termo de Referência (não concluído), sob o Sistema de Registro de Preço, com eventual e futura contratação de gêneros alimentícios, atendendo a 33 Organizações Militares e mais de 35 mil servidores, a um período de 12 meses”, diz a Marinha. “Este tipo de certame tem como objetivo a economicidade por meio de compras em escala, inexistindo obrigação de aquisição dos bens, tampouco de seus valores totais”. A Marinha informa ainda que “Adicionalmente, a MB informa a instauração de processo administrativo para apurar possíveis irregularidades e que mantém elevada transparência na gestão dos recursos empregados com busca, continua, no seu aprimoramento”.

Continua após a publicidade
Publicidade