Clique e Assine por apenas R$ 0,50/dia
Radar Por Robson Bonin Notas exclusivas sobre política, negócios e entretenimento. Com Gustavo Maia, Laísa Dall'Agnol e Lucas Vettorazzo. Este conteúdo é exclusivo para assinantes.

Saiba com o quê os brasileiros mais gastaram no Dia dos Namorados

Dados da Rede mostram crescimento de 33% nas vendas presenciais em comparação com data em 2020

Por Laísa Dall'Agnol Atualizado em 17 jun 2021, 18h28 - Publicado em 17 jun 2021, 19h30

O Dia dos Namorados deste ano movimentou o comércio varejista.

Dados da Rede, empresas de maquininhas do Itaú, mostram crescimento de 33% nas vendas presenciais, em comparação com a mesma data de 2020.

Levando em consideração a soma das operações físicas e online, as transações no segmento de bombonieres tiveram alta de 379% e, para as joalherias, representaram uma alta de 168% no faturamento.

Em ambos os casos, a comparação é em relação à média de transações observada durante os quatro sábados que antecederam o dia 12 de junho.

Dentre os segmentos que mais venderam neste Dia dos Namorados destacam-se ainda as lojas de calçados, com um crescimento de 77%, e o varejo especializado em artigos de beleza e cosméticos (+61%), com destaque para as perfumarias (+79%).

Serviços de hotelaria tiveram alta de 44% e a movimentação dos restaurantes, em geral, superou os sábados anteriores em 33% — sem considerar as vendas de alimentos por delivery, que cresceram 11%.

Continua após a publicidade
Publicidade