Clique e Assine a partir de R$ 19,90/mês
Radar Por Robson Bonin Notas exclusivas sobre política, negócios e entretenimento. Com Gustavo Maia, Laísa Dall'Agnol e Lucas Vettorazzo. Este conteúdo é exclusivo para assinantes.

Roriz JK

Juscelino Kubitschek deve ter passado maus bocados no túmulo nesta tarde. O motivo? Aproveitando o vazio no plenário da Câmara, a notória Jaqueline Roriz (aquela do dinheiro na mochila) subiu à tribuna para fazer um discurso de exaltação ao legado do seu criador: Joaquim Roriz. Para um plenário de sete deputados, depois de dizer que […]

Por Da Redação Atualizado em 31 jul 2020, 08h11 - Publicado em 7 ago 2012, 19h32

Jaqueline e JK

Juscelino Kubitschek deve ter passado maus bocados no túmulo nesta tarde. O motivo? Aproveitando o vazio no plenário da Câmara, a notória Jaqueline Roriz (aquela do dinheiro na mochila) subiu à tribuna para fazer um discurso de exaltação ao legado do seu criador: Joaquim Roriz.

Para um plenário de sete deputados, depois de dizer que Roriz seria um injustiçado por aqueles que criaram a Lei da Ficha Limpa, Jaqueline se pôs a comparar o pai a ninguém menos que JK.

Assim como JK, disse Jaqueline, Roriz seria “um idealista, um visionário” que “construiu Brasília para todos”, mas que, “assim como JK”, sofreu perseguições dos seus opositores políticos.

Depois de reescrever a história política do pai e do Distrito Federal, Jaqueline encerrou o discurso com a pérola maior:

— JK teve coragem para criar Brasília, mas Roriz teve coragem para consolidar…

Continua após a publicidade
Publicidade