Clique e Assine a partir de R$ 19,90/mês
Radar Por Robson Bonin Notas exclusivas sobre política, negócios e entretenimento. Com Gustavo Maia, Laísa Dall'Agnol e Lucas Vettorazzo. Este conteúdo é exclusivo para assinantes.

RJ recuperou 80% dos empregos formais perdidos na pandemia, diz Firjan

Estudo mostrou ainda que duas em cada três vagas foram abertas fora da capital; panorama foi apresentado a empresários nesta terça

Por Lucas Vettorazzo Atualizado em 22 set 2021, 13h28 - Publicado em 22 set 2021, 14h30

Um estudo feito por técnicos da Firjan com dados do Caged até julho mostrou que o estado do Rio recuperou cerca de 80% dos empregos formais que foram perdidos a partir do início da pandemia no país, em março do ano passado. 

O estoque de empregos com carteira assinada em julho ainda estava 1,2% abaixo do nível em que estava em fevereiro de 2020, antes da oficialização da crise sanitária. Os dados foram apresentados a empresários em uma reunião nesta terça na federação.  

O setor de serviços, o maior empregador do estado, está com estoque de geração de vagas formais 2,4% abaixo do registrado em fevereiro do ano passado. O saldo entre a abertura e o fechamento de vagas encerrou julho com 46 mil vagas a menos do que o observado no mês que antecedeu a oficialização da pandemia Brasil. Ao contrário do segmento dos serviços, a indústria, a construção e o comércio estão hoje com saldo de geração de vagas em patamares ligeiramente mais elevados do que em fevereiro.

O estudo mostrou ainda que duas em cada três vagas no estado foram abertas fora da capital. Quando observado somente o setor industrial, essa proporção passa a ser de três em cada quatro vagas que são geradas fora da capital. 

Continua após a publicidade
Publicidade