Clique e assine a partir de 8,90/mês
Radar Por Robson Bonin Notas exclusivas sobre política, negócios e entretenimento. Com Evandro Éboli, Mariana Muniz e Manoel Schlindwein. Este conteúdo é exclusivo para assinantes.

Renegociação no setor automotivo cresceu 500% durante pandemia, diz estudo

Número de clientes que simplesmente optou em devolver o automóvel subiu 64%.

Por Manoel Schlindwein - Atualizado em 14 set 2020, 15h09 - Publicado em 14 set 2020, 14h32

A pandemia de Covid-19 impactou a economia global, levando setores inteiros a renegociarem novas condições de pagamentos com seus consumidores. Um estudo mostra que o segmento automotivo registrou crescimento de 500% nas renegociações durante o período da pandemia, de março a agosto, na comparação com o ano passado.

Os acordos realizados em agosto tiveram um aumento de 9% em relação à média dos três meses anteriores (maio, junho e julho). Já o número de clientes que simplesmente optou em devolver o automóvel também subiu: 64%.

“As incertezas provocadas pelo novo coronavírus implodiram os planos dos cidadãos para o ano. Dessa forma, é natural esperar um crescimento de renegociações para evitar a inadimplência, principalmente em setores que lidam com grande volume de dinheiro, como veículos”, explica Gabriel Camargo, CEO da Deep Center, especialista em gestão da informação para SAC, cobrança e contact centers. Para compor a pesquisa, a empresa avaliou 700.000 contratos de clientes de duas instituições financeiras.

Publicidade