Clique e Assine por apenas R$ 0,50/dia
Radar Por Robson Bonin Notas exclusivas sobre política, negócios e entretenimento. Com Gustavo Maia e Mariana Muniz. Este conteúdo é exclusivo para assinantes.

Via Varejo já remunera 200.000 entregadores em aplicativo de entregas

Dona das redes Casas Bahia e Ponto Frio usa tecnologia semelhante à do Uber.

Por Manoel Schlindwein Atualizado em 6 jan 2021, 22h31 - Publicado em 7 jan 2021, 08h32

A Via Varejo, dona das redes Casas Bahia e Ponto Frio, reforçou a logística em abril de 2020 com a aquisição da startup paranaense ASAP Log. A plataforma conecta motoristas e empresas, no mesmo estilo do Uber, fazendo com que os produtos adquiridos pelos clientes da gigante do varejo sejam despachados por um pool que soma hoje 200.000 entregadores cadastrados.

A rota é definida pelo aplicativo, com um itinerário aproximado de 20 quilômetros, e cobre a chamada “última milha”, isto é, a etapa final de entrega. A quantidade de pacotes varia, mas geralmente oscila entre 20 e 80 unidades. A operação já está em funcionamento em mais de 450 cidades do país e passou pela prova de fogo nos últimos meses quando, além da pandemia, ainda teve de lidar com o apetite do consumidor na Black Friday e nas compras de Natal. Na prática, a Via Varejo faz hoje mais de uma entrega por segundo.

As compras online representavam 27% do total no primeiro trimestre, e praticamente dobraram no auge do isolamento social, no início da pandemia. A ASAP Log é hoje a principal empresa a fazer a distribuição da Via Varejo – ela responde por 20% do total.

Para aumentar a renda, os entregadores autônomos cadastrados na plataforma podem fazer corridas para outras empresas.

Continua após a publicidade
Publicidade