Clique e assine com até 92% de desconto
Radar Por Gabriel Mascarenhas (interino) Notas exclusivas sobre política, negócios e entretenimento. Com Evandro Éboli, Mariana Muniz e Manoel Schlindwein. Este conteúdo é exclusivo para assinantes.

Twitter de Bolsonaro volta a ser alimentado por aparelhos dos filhos

Desde 2010 o presidente já publicou quase oito mil posts; 85% desse total tem como procedência aparelhos usados por seus filhos

Por Evandro Éboli 21 out 2019, 11h20

Semana passada, Carlos Bolsonaro admitiu ser o autor de uma postagem no twitter do pai. Era sobre prisão em segunda instância. Foi apagado e ele pediu desculpas.

Esse post era de um iPhone, tipo de aparelho usado por seus filhos.

A propósito, os posts de iPhones na conta do presidente, tinham desaparecido desde 15 de maio e retornaram, com força, em 10 de agosto. De lá para cá, incluído esse de Carlos e até a última quinta, foram 387 tuítes com iPhone.

Esse levantamento, a pedido do Radar, é do professor da UnB Francisco Brandão, do Laboratório de Governo Eletrônico da universidade.

O presidente mesmo usa um Android, do seu Samsung.

Desde março de 2010, até quinta, sua base de dados totaliza 7.780 posts no Twitter. Dos 7.583 analisados, apenas 644 são procedentes de Android e 6434 de iPhone, dos filhos.

Continua após a publicidade
Publicidade