Clique e assine a partir de 8,90/mês
Radar Por Robson Bonin Notas exclusivas sobre política, negócios e entretenimento. Com Evandro Éboli, Mariana Muniz e Manoel Schlindwein. Este conteúdo é exclusivo para assinantes.

Raiva de Ayres Britto

Na quinta-feira, enquanto advogados elogiavam o voto de Ricardo Lewandowski absolvendo João Paulo Cunha, uma das defensoras da equipe de Arnaldo Malheiros Filho começou a disparar telefonemas explicitando uma profunda indignação. Tudo porque Ayres Britto deixou bem claro que o papel do revisor é secundário. E que, no mérito do mensalão, Lewandowski era só mais […]

Por Da Redação - Atualizado em 31 jul 2020, 08h03 - Publicado em 24 ago 2012, 19h22

Relator e revisor

Na quinta-feira, enquanto advogados elogiavam o voto de Ricardo Lewandowski absolvendo João Paulo Cunha, uma das defensoras da equipe de Arnaldo Malheiros Filho começou a disparar telefonemas explicitando uma profunda indignação.

Tudo porque Ayres Britto deixou bem claro que o papel do revisor é secundário. E que, no mérito do mensalão, Lewandowski era só mais um voto, ficando as rédeas do processo com o relator, Joaquim Barbosa.

Publicidade