Clique e Assine a partir de R$ 19,90/mês
Radar Por Robson Bonin Notas exclusivas sobre política, negócios e entretenimento. Com Gustavo Maia, Laísa Dall'Agnol e Lucas Vettorazzo. Este conteúdo é exclusivo para assinantes.

Radar TVeja: fim do recesso e da trégua em Brasília

Acabou a trégua. Nesta semana, Brasília volta a ferver com o fim dos recessos e a volta ao funcionamento do Congresso e do Supremo Tribunal Federal. Dilma Rousseff, preocupada em recompor a base e demonstrar que tem condições de governar até o fim do mandato, deve inovar: pretende ir à abertura tanto do ano judiciário […]

Por Da Redação Atualizado em 30 jul 2020, 23h37 - Publicado em 1 fev 2016, 09h06

http://videos.abril.com.br/veja/id/c1ef174b06e9da546bbaaf846689dcfa?

Acabou a trégua. Nesta semana, Brasília volta a ferver com o fim dos recessos e a volta ao funcionamento do Congresso e do Supremo Tribunal Federal.

Dilma Rousseff, preocupada em recompor a base e demonstrar que tem condições de governar até o fim do mandato, deve inovar: pretende ir à abertura tanto do ano judiciário quanto dos trabalhos do Congresso.

Eduardo Cunha deve protocolar nesta segunda-feira mesmo no Supremo os embargos de declaração contra o julgamento que determinou mudanças no rito do impeachment.

Ainda no STF, as atenções se voltam para a Lava-Jato: Teori Zavascki terá de anunciar quando pretende levar ao plenário da corte o pedido do Ministério Público para afastar Cunha do cargo.

E vários réus presos na operação, como Delcídio do Amaral, devem ingressar com novos recursos para tentar sair da cadeia.

No Congresso, que retoma os trabalhos na terça, o governo tenta avançar com a pauta do ajuste fiscal, sobretudo a recriação da CPMF. Um desafio e tanto, com deputados e senadores voltando das bases com os ouvidos cheios de reclamações por conta do agravamento da crise econômica.

Continua após a publicidade
Publicidade