Clique e Assine a partir de R$ 19,90/mês
Radar Por Robson Bonin Notas exclusivas sobre política, negócios e entretenimento. Com Gustavo Maia, Laísa Dall'Agnol e Lucas Vettorazzo. Este conteúdo é exclusivo para assinantes.

Quem dera

Randolfe Rodrigues procurou Roberto Gurgel na quarta-feira passada: em mãos, documentos do suposto mensalinho do Amapá, resultado de uma denúncia de que Randolfe, quando era deputado estadual, receberia propina em troca de apoio ao governo do estado. Randolfe, claro, sustenta que todos os documentos foram falsificados e que jamais recebeu sequer um afago para votar […]

Por Da Redação Atualizado em 31 jul 2020, 06h39 - Publicado em 19 mar 2013, 12h28

Randolfe: encontro com Gurgel

Randolfe Rodrigues procurou Roberto Gurgel na quarta-feira passada: em mãos, documentos do suposto mensalinho do Amapá, resultado de uma denúncia de que Randolfe, quando era deputado estadual, receberia propina em troca de apoio ao governo do estado.

Randolfe, claro, sustenta que todos os documentos foram falsificados e que jamais recebeu sequer um afago para votar com o governo na Assembleia Legislativa.

Pois bem, assim que sentou-se com Gurgel e apresentou os documentos (supostos comprovantes de recebimento da propina), Randolfe perguntou se a denúncia já havia chegado à Procuradoria-geral da República.

Gurgel, segundo Randolfe, afirmou não ter conhecimento do suposto mensalinho e, ao analisar superficialmente a papelada, emendou:

– Quem dera se nas provas do mensalão constassem comprovantes de pagamento.

Continua após a publicidade
Publicidade