Clique e Assine a partir de R$ 19,90/mês
Radar Por Robson Bonin Notas exclusivas sobre política, negócios e entretenimento. Com Gustavo Maia, Laísa Dall'Agnol e Lucas Vettorazzo. Este conteúdo é exclusivo para assinantes.

Queda de braço desequilibrada na condução econômica

Se o mercado financeiro não gostou da troca de Joaquim Levy por Nelson Barbosa, representantes da indústria veem uma interlocução mais fácil com o novo ministro. Apesar disso, a avaliação é que seu poder de fogo é menor. “Dilma o vê como funcionário de carreira. Naquilo em que concordam, maravilha. Mas no que discordam a queda de braço pende sempre para o lado da presidente”, […]

Por Da Redação Atualizado em 30 jul 2020, 23h46 - Publicado em 30 dez 2015, 12h03
Barbosa: Fala que eu (não) te escuto

Barbosa: Fala que eu (não) te escuto

Se o mercado financeiro não gostou da troca de Joaquim Levy por Nelson Barbosa, representantes da indústria veem uma interlocução mais fácil com o novo ministro. Apesar disso, a avaliação é que seu poder de fogo é menor.

“Dilma o vê como funcionário de carreira. Naquilo em que concordam, maravilha. Mas no que discordam a queda de braço pende sempre para o lado da presidente”, pondera um industrial próximo a Barbosa.

Publicidade