Clique e Assine a partir de R$ 19,90/mês
Radar Por Robson Bonin Notas exclusivas sobre política, negócios e entretenimento. Com Gustavo Maia, Laísa Dall'Agnol e Lucas Vettorazzo. Este conteúdo é exclusivo para assinantes.

PSL e DEM repudiam discurso de Bolsonaro ‘contra instituições’

'Não existe independência onde ao cidadão não se garantem condições para a vida digna. O Brasil real pede respostas imediatas', dizem os partidos

Por Robson Bonin 8 set 2021, 09h43

Antigo partido de Jair Bolsonaro, o PSL divulgou nesta quarta uma nota, assinada também pelo DEM — sigla que integra o governo –, para repudiar o discurso golpista do presidente no 7 de setembro.

“O PSL e o Democratas entendem que a liberdade é o principal instrumento democrático e não pode ser usada para fins de discórdia, disseminação de ódio, nem ameaças aos pilares da própria democracia”, diz um trecho. “Repudiamos com veemência o discurso do senhor presidente da República ao insurgir-se contra as instituições do nosso país”, segue o texto.

Os partidos reforçam o básico: é preciso que o presidente pare de inflamar o país com tentações golpistas e foque nos problemas reais enfrentados pelos brasileiros “angustiados com a inflação dos alimentos, da energia, do gás de cozinha, com o desemprego e a inconstância da renda”.

“Não existe independência onde ao cidadão não se garantem as condições para a vida digna. O Brasil real pede respostas enérgicas e imediatas”, segue a nota.

Para as próximas eleições, PSL e DEM negociam uma potencial fusão partidária de olho na cláusula de barreira.

Continua após a publicidade
Publicidade