Clique e Assine por apenas R$ 0,50/dia
Radar Por Robson Bonin Notas exclusivas sobre política, negócios e entretenimento. Com Gustavo Maia, Laísa Dall'Agnol e Lucas Vettorazzo. Este conteúdo é exclusivo para assinantes.

PSDB se une a Bolsonaro, na Câmara, pelo voto impresso, diz jornal

PSB surge num possível meio do caminho, com Júlio Delgado favorável ao projeto bolsonarista enquanto Aliel Machado se diz indeciso

Por Robson Bonin Atualizado em 10 jun 2021, 07h55 - Publicado em 10 jun 2021, 07h49

O Estadão publica nesta quinta uma lista com as posições de voto dos deputados que integram a comissão que analisará a proposta bolsonarista de voto impresso nas eleições de 2022.

Além de consolidar o casamento do PDT de Ciro Gomes com a cruzada de Bolsonaro contra a urna, a reportagem revela outra adesão importante. Os dois integrantes do PSDB no colegiado, Aécio Neves e Nilson Pinto, também apoiam a causa bolsonarista.

Os tucanos, para quem não lembra, já questionaram a validade do resultado da eleição em 2014, depois de Aécio ter sido derrotado pela petista Dilma Rousseff.

O PSB surge num possível meio do caminho, com Júlio Delgado favorável ao projeto bolsonarista enquanto Aliel Machado se diz indeciso, segundo o Estadão.

Apenas PT e Rede permanecem ao lado do entendimento do TSE, materializado pelo ministro Luís Roberto Barroso, de rejeição ao discurso bolsonarista de risco de fraude na urna eletrônica.

Continua após a publicidade
Publicidade