Clique e Assine a partir de R$ 7,90/mês
Radar Por Robson Bonin Notas exclusivas sobre política, negócios e entretenimento. Com Gustavo Maia, Laísa Dall'Agnol e Lucas Vettorazzo. Este conteúdo é exclusivo para assinantes.

Corrupção na pandemia: promotores acham R$ 300 mil com investigado no DF

Promotores encontraram também quantias em euro e dólar, mas o total ainda está sendo contabilizado

Por Hugo Marques Atualizado em 3 mar 2021, 18h35 - Publicado em 3 mar 2021, 18h33

Promotores do Distrito Federal encontraram quase 300.000 reais em dinheiro vivo na casa de um dos alvos da Operação Falso Negativo, que investiga um esquema de desvio de dinheiro na venda de testes de Covid-19 para a Secretaria de Saúde do governo de Ibaneis Rocha.

Os promotores encontraram também quantias em euro e dólar, mas o total ainda está sendo contabilizado. O dinheiro estava na casa e no carro do investigado Fábio Gonçalves Campos, que foi secretário parlamentar na Câmara dos Deputados e é investigado por ligação com a quadrilha que vendeu testes superfaturados.

Na edição que está nas bancas, VEJA mostra que o Ministério da Saúde comprou 20 milhões de doses de vacina Covaxin de uma destas empresas investigadas por vender testes de Covid para a Secretaria de Saúde do DF.

O Radar está tentando falar com o casal investigado nessa fase da Operação Falso Negativo.

dinheiro
./.
Continua após a publicidade

Publicidade