Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Produtividade da indústria no fundo do poço

Levantamento da Confederação Nacional da Indústria (CNI) põe país na lanterna entre principais parceiros

A produtividade do trabalhador da indústria brasileira – medida pelo total da produção dividido pelas horas trabalhadas – cresceu 6,2% no acumulado dos últimos 10 anos (2005- 2015).

Com esse resultado, o Brasil ficou em último lugar na lista que avalia o desempenho da produtividade do trabalho em 11 principais parceiros comerciais do país.  É o que mostra uma pesquisa inédita elaborada pela Confederação Nacional da Indústria (CNI).

No penúltimo lugar da lista aparece o México, onde a produtividade do trabalho aumentou 12,2%, o dobro do resultado do Brasil. No primeiro lugar está a Argentina, com crescimento de 59,6%. Veja abaixo o ranking completo:

Argentina – 59,6%

Coreia do Sul – 55,2%

França – 26,3%

Japão – 25,8%

Estados Unidos – 20,4%

Alemanha – 15,7%

Reino Unido – 15,1%

Países Baixos – 14,9%

Itália – 13%

México – 12,2%

Brasil – 6,2%

Comentários
Deixe um comentário

Olá,

* A Abril não detém qualquer responsabilidade sobre os comentários postados abaixo, sendo certo que tais comentários não representam a opinião da Abril. Referidos comentários são de integral e exclusiva responsabilidade dos usuários que escreveram os respectivos comentários.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

  1. Roberto Negromonte Santos Negromonte

    O brasileiro carece de informações sobre o que é e como se afere a fundamental PRODUTIVIDADE de um país.No momento sei que no Brasil não está em bom nível, porém desconfio que são usadas metologias diferentes em outros países.

    Curtir

  2. Micky Oliver

    Na industria textil onde trabalho até o momento, está tudo indo bem!

    Curtir

  3. Danpiersean Craibrosnnery

    A quem interessa esse artigo? A produtividade é apenas um indicador dentre muitos outros requeridos para avaliar o desempenho econômico do país, ou de sua indústria. Ela só diz quanta força de trabalho é requerida para um dado nível de produção. Não fala se um aumento de produtividade implica em desemprego em massa ou não. Não estou sendo “socialista” ou “paternalista” aqui. É que, simplesmente, o que temos visto é que aumentos de produtividade não representam necessariamente melhoria de outros índices sociais e econômicos do país, e no geral isso só se traduz em perda de qualidade de vida. Novamente, é somente um indicador dentre os muitos necessários para dizer se estamos “bem ou mal das pernas”. Em outras palavras: dada a conjuntura, a produtividade, ou sua variação, para que lado seja, pode representar algo bom, ruim, ou não representa nada. Novamente: a quem interessa esse artigo?

    Curtir

  4. Atsushi Shiino

    Crescimento de produtividade não diz muita coisa mas a produtividade sim. Se um país já é eficiente o primeiro número não vai alterar quase nada. Vide os números.

    Curtir

  5. Danpiersean Craibrosnnery

    Complementando: o que 59,6% de aumento de produtividade representou para a Argentina? Nada. E o que o aumento de 55,2% representou para a Coreia do Sul? Possivelmente alguma coisa positiva, mas não há garantias. Em suma: os dados apresentados nesse artigo não têm utilidade da forma como são fornecidos, i.e., isolados e fora de contexto.

    Curtir

  6. E assim ficou o Brasil após o governo do PT.

    Curtir

  7. Luiz Fernando Velho

    É óbvio que é um problema sério, deveria ser reconhecido como tal e tomadas providências. Mas tenho visto cada vez mais pessoas argumentarem em cima de qualquer dado , arrogantemente e com um pretenso conhecimento de causa. Meu roteador se desconfigurou com uma queda de luz. Resposta da atendente do serviço de internet: “É, mas isso não poderia ter acontecido”. Mas aconteceu. Uma resposta mais construtiva poderia ser: “Claro, vamos enviar um técnico para averiguar”. Deus salve o Brasil.

    Curtir

  8. Robson La Luna Di Cola

    O problema da economia brasileira é GESTÃO.

    Curtir

  9. Decio Werneck

    Enquanto existir poder nos sindicatos, sobre a produtividade e qualidade, não haverá melhora na industria brasileira. Esse é o grande legado do LLULLa*****, se igualar elo pior. Em todas as classes de trabalhadores, é assim, desde que eLLe*** enviou o dedinho prá machucar, tirar lincença e nunca mais voltou ao trabalho, entrando pro sindicato o transformou numa terrível massa trabalhadora sem qualificação, igual a eLLe****, Nessa pec 55, isso pode mudar, mas vai haver muita resistencia sindical, pois vão perder muita grana e poder. Entretanto todos os setores, que prevalecerem a produtividade e qualidade, haverá um crescimento rápido e todos veremos o progresso e o bom emprego. Fiz parte e sempre lutei por isso, me vendo injustiçado por ganhar igual e produzir mais. Tive lutar muito prá me livrar desta massa, mas consegui, e agora espero que isso prevaleça.

    Curtir

  10. Roberto Negromonte Santos Negromonte

    Você afere a produtividade analisando o uso de um fator de produção em relação ao total produzido. Ex: energia elétrica,insumos variados, tecnologia, técnicas,métodos e processos, mão de obra etc…é uma visão fundamental…

    Curtir