Clique e Assine a partir de R$ 19,90/mês
Radar Por Robson Bonin Notas exclusivas sobre política, negócios e entretenimento. Com Gustavo Maia, Laísa Dall'Agnol e Lucas Vettorazzo. Este conteúdo é exclusivo para assinantes.

Procurador que denunciou Santa Cruz atua na Operação Spoofing

Fala do presidente da OAB sobre postura de Moro na operação da PF gerou denúncia

Por Mariana Muniz 19 dez 2019, 18h17

O procurador da República Wellington Divino Marques de Oliveira, que assina a denúncia contra o presidente da OAB por calúnia contra Sergio Moro, é o mesmo que está à frente da Operação Spoofing – a mesma que gerou a malfadada fala de Felipe Santa Cruz contra o ministro da Justiça.

Na denúncia, o MPF narra que Santa Cruz, ao se referir à postura de Moro na Operação Spoofing, afirmou que o ministro “usa o cargo, aniquila a independência da Polícia Federal e ainda banca o chefe da quadrilha ao dizer que sabe das conversas de autoridades que não são investigadas”.

Foi Oliveira quem pediu a prisão dos quatro suspeitos de hackear o ministro da Justiça, do coordenador da Lava Jato, Deltan Dallagnol, e outras autoridades do Judiciário.

Na denúncia contra o presidente da OAB, o procurador pede seu afastamento do cargo, diz que Santa Cruz usa a função em benefício próprio e o chama de “militante político”.

Continua após a publicidade

Publicidade