Clique e Assine por apenas R$ 0,50/dia
Radar Por Robson Bonin Notas exclusivas sobre política, negócios e entretenimento. Com Gustavo Maia e Mariana Muniz. Este conteúdo é exclusivo para assinantes.

Preso, bolsonarista torra R$ 13 mil da Câmara com advogado e… gasolina

Daniel Silveira segue fora de circulação, mas as despesas continuam caindo na conta do Legislativo

Por Robson Bonin Atualizado em 31 mar 2021, 20h29 - Publicado em 1 abr 2021, 07h30

Preso desde 16 de fevereiro, Daniel Silveira, o deputado bolsonarista que teve a brilhante ideia de ameaçar ministros do STF em um vídeo postado na internet, só deixou a cadeia no dia 14 de março.

Por ordem do ministro Alexandre de Moraes, Silveira foi despachado ao regime domiciliar, com tornozeleira e uma série de medidas restritivas, como não receber visitas sem autorização e não usar as redes sociais.

Mesmo fora de circulação durante todo esse período, o deputado conseguiu pendurar na conta da Câmara uma fatura de 3.771 reais da verba de gabinete com gasolina. Torrou ainda 34,80 reais com táxi, 153,90 com hospedagem e 10.000 reais com advogado. Isso mesmo. O parlamentar pagou advogado com dinheiro público.

Publicidade