Clique e Assine por apenas R$ 0,50/dia
Radar Por Robson Bonin Notas exclusivas sobre política, negócios e entretenimento. Com Gustavo Maia, Laísa Dall'Agnol e Lucas Vettorazzo. Este conteúdo é exclusivo para assinantes.

Presidente do STJ quer que PGR apure investigação ilegal de ministros

Humberto Martins quer apuração de conduta de procuradores da Lava-Jato que teriam sugerido pedir análise patrimonial dos ministros

Por Mariana Muniz Atualizado em 1 mar 2021, 09h53 - Publicado em 5 fev 2021, 19h32

O presidente do Superior Tribunal de Justiça, ministro Humberto Martins, pediu ao procurador-geral da República, Augusto Aras, que sejam apuradas as condutas de integrantes da Lava Jato que teriam a intenção de investigar ministros da Corte.

Em diálogos revelados a partir do pacote de mensagens apreendidas no âmbito da Operação Spoofing entregues ao STF pela defesa do ex-presidente Lula, procuradores que faziam parte da força-tarefa teriam sugerido uma “análise patrimonial” dos ministros que integram as turmas penais do STJ.

No ofício, o presidente do STJ esclarece que procuradores como Deltan Dallagnol e Diogo Castor de Mattos teriam, nas trocas de mensagens apreendidas, sugerido pedir à Receita Federal uma análise patrimonial dos ministros que integram as turmas criminais do STJ, sem que houvesse, para tanto, autorização do Supremo.

Martins pede a Aras “que tome as necessárias providências para a apuração de condutas penais, bem como administrativas ou desvio ético dos procuradores nominados e de outros procuradores da República eventualmente envolvidos na questão, perante o Conselho Nacional do Ministério Público”. 

Continua após a publicidade
Publicidade