Clique e assine com 88% de desconto
Radar Por Robson Bonin Notas exclusivas sobre política, negócios e entretenimento. Com Evandro Éboli, Mariana Muniz e Pedro Carvalho. Este conteúdo é exclusivo para assinantes.

Presidente do Patriota “surfa” na crise do PSL: “isso me deixa famoso”

Adilson Barroso postou no grupo do partido que está tirando proveito do interesse da imprensa, mesmo com nada de concreto sobre filiação de Bolsonaro

Por Evandro Éboli - Atualizado em 10 out 2019, 09h48 - Publicado em 10 out 2019, 09h03

Se tem alguém que está  saboreando-se com essa crise no PSL esse alguém é o Adilson Barroso, o presidente nacional do Patriota, legenda quase abraçada por Bolsonaro em 2018.

No grupo de zap de dirigentes do partido, Barroso postou na noite de ontem um ensinamento de como aproveitar bem a crise alheia e tirar proveito da imprensa.

“Temos que levar no jogo de cintura” – escreveu.

O dirigente contou aos seus que tem sido procurado por jornalistas, atrás de informação sobre possível ingresso de Bolsonaro na legenda. Ele diz que, mesmo negando que esteja em conversas com o capitão, o Patriota vai para o “centro da mídia”. E está adorando.

Publicidade

“Hoje, mesmo eu falando que ainda não temos conversa com Bolsonaro ainda, mesmo assim a imprensa insiste em me ligar e perguntar se Bolsonaro vem para o Patriota. E mesmo eu falando que não tem conversa nem uma até agora, eles colocam o Patriota no centro mídia”.

E encerra com uma pérola de ensinamento.

“Partido é feito para estar na mídia. E quando se fala bem é melhor ainda”.

Antes, lembrou uma citação de Paulo Maluf.

Publicidade

“Falem de mim nem que seja mal que isso me deixa famoso”.

Publicidade