Clique e Assine a partir de R$ 19,90/mês
Radar Por Robson Bonin Notas exclusivas sobre política, negócios e entretenimento. Com Gustavo Maia, Laísa Dall'Agnol e Lucas Vettorazzo. Este conteúdo é exclusivo para assinantes.

Prefeitura de SP abre inscrições para Carnaval de rua 2022

Estimativa é que folia seja a maior já realizada na cidade, com 15 milhões de pessoas; blocos serão divididos por nível de aglomeração

Por Laísa Dall'Agnol Atualizado em 5 out 2021, 13h27 - Publicado em 5 out 2021, 13h16

A Prefeitura de São Paulo anunciou, nesta terça-feira, as datas para o Carnaval de rua na cidade em 2022.

O edital de patrocínio será lançado em 18 de outubro. Já as inscrições para os blocos começam no próximo dia 15 e vão até 5 de novembro. A publicação dos desfiles será em 28 de novembro.

A análise das inscrições dará prioridade para agremiações tradicionais, que já participaram de edições anteriores. Em seguida, serão analisados os novos blocos.

A partir de um levantamento inédito feito sobre a concentração dos foliões na capital, a prefeitura identificou que 85% do público fica reunido em cerca de 10% dos blocos — sobretudo, em bairros das regiões da Vila Mariana, Lapa, Pinheiros e Sé.

Por meio do estudo, as secretarias municipais vão coordenar estratégias para a organização do evento, a fim de evitar aglomerações.

Na última segunda-feira, o prefeito Ricardo Nunes (MDB) afirmou que o Carnaval de 2022 será o maior já realizado na cidade, com expectativa de 15 milhões de pessoas. Devido ao avanço da vacinação da cidade, Nunes disse que o evento não terá restrições sanitárias, mas reforçou que a prefeitura vai monitorar os índices de internação e avanço da Covid-19 na cidade.

Em coletiva nesta terça, o secretário municipal de Saúde Edson Aparecido declarou que o uso da máscara ainda é “importante” e que, até o final de outubro, 100% da população da capital estará vacinada com a segunda dose.

Apenas em 2020, última edição do Carnaval de rua em São Paulo antes da pandemia, mais de 500 blocos foram às ruas, arrastando milhões de foliões.

Continua após a publicidade

Publicidade