Clique e assine com até 92% de desconto
Radar Por Robson Bonin Notas exclusivas sobre política, negócios e entretenimento. Com Evandro Éboli, Mariana Muniz e Manoel Schlindwein. Este conteúdo é exclusivo para assinantes.

Pós-graduação alavanca faturamento de grupo educacional na pandemia

Especialização no meio jurídico à distância teve crescimento com novo programa de mestrado.

Por Manoel Schlindwein Atualizado em 2 out 2020, 15h25 - Publicado em 1 out 2020, 09h32

O setor educacional foi um dos mais afetados pela pandemia, mas há quem conseguiu se adaptar mais rapidamente aos desafios. O Grupo CERS ajustou seus planos para os cursos de pós-graduação e viu o número de matrículas crescer 52% desde março.

“Sempre acreditamos na educação à distância e há muito tempo os nossos cursos foram reconhecidos por essa modalidade. Quando surgiu a covid-19, tivemos que adaptar nossa estrutura de colaboradores, mas não nossos produtos”, conta Guilherme Saraiva, vice-presidente do grupo. Em 2019, a CERS chegou a R$ 61 milhões de faturamento. A expectativa em 2020 é chegar a R$ 72 milhões.

A empresa atua desde 2009 no mercado de concursos e Exame da OAB, e possui estúdios de gravação de aulas em diferentes estados do Brasil. Depois de já ter formado mais de 1 milhão de alunos, a novidade deste ano foi lançar um programa de mestrado.

Publicidade