Clique e Assine por apenas R$ 0,50/dia
Radar Por Robson Bonin Notas exclusivas sobre política, negócios e entretenimento. Com Gustavo Maia, Laísa Dall'Agnol e Lucas Vettorazzo. Este conteúdo é exclusivo para assinantes.

Por que o Senado anda revoltado com Bolsonaro nas votações

Como sempre, o dinheiro fala mais alto na relação de parlamentares com o governo

Por Robson Bonin 3 out 2019, 06h01

Levantamento da Associação Contas Abertas revela em números o motivo da insatisfação do Senado com o Palácio do Planalto durante a discussão da reforma da Previdência.

Em julho, quando Rodrigo Maia conduziu a votação da reforma na Câmara, o Planalto empenhou 3 bilhões de reais em emendas parlamentares.

Já em setembro, com o Senado trabalhando a todo vapor na proposta, o governo empenhou apenas 121 milhões de reais.

É fato que Maia mete mais medo no Planalto que Davi Alcolumbre, mas a diferença de tratamento entre deputados e senadores é o que tem provocado as derrotas do governo no Senado.

Continua após a publicidade
Publicidade