Clique e Assine por apenas R$ 0,50/dia
Radar Por Robson Bonin Notas exclusivas sobre política, negócios e entretenimento. Com Gustavo Maia, Laísa Dall'Agnol e Lucas Vettorazzo. Este conteúdo é exclusivo para assinantes.

Poderia ter sido pior! PGR pediu e STJ negou prisão de Witzel

Witzel foi proibido de entrar nas dependências do governo e de falar com funcionários, mas escapou da cadeia

Por Robson Bonin, Mariana Muniz Atualizado em 28 ago 2020, 12h34 - Publicado em 28 ago 2020, 08h15

A ordem de afastamento assinada pelo ministro Benedito Gonçalves contra Wilson Witzel poderia ter sido muito mais pesada ao governador do Rio.

A PGR chegou a pedir a prisão preventiva do governador e de mais seis envolvidos no esquema de corrupção em contratos da Saúde do Rio.

  • Gonçalves determinou a prisão de Mário Peixoto, Alessandro Araújo Duarte, Cassiano Luiz da Silva, Juan Elias de Paula, Gothardo Lopes Netto  e Lucas Tristão por “garantia da ordem pública e conveniência da instrução criminal”.

    Witzel, além de afastado, está proibido de ingressar “nas dependências do governo do Rio e de se comunciar com funcionários e de utilizar seus serviços” por 180 dias.

    ASSINE VEJA

    A esperança dos novatos na bolsa Leia nesta edição: a multidão de calouros no mercado de ações, a ‘lista negra’ de Bolsonaro e as fraudes na pandemia
    Clique e Assine
    Continua após a publicidade
    Publicidade