Clique e Assine por apenas R$ 0,50/dia
Radar Por Robson Bonin Notas exclusivas sobre política, negócios e entretenimento. Com Gustavo Maia, Laísa Dall'Agnol e Lucas Vettorazzo. Este conteúdo é exclusivo para assinantes.

PMDB não deve expulsar Zveiter: partido arquiteta algo muito pior

Partido traça plano para ligar o autor do parecer contra Temer a Sérgio Cabral e deve retirá-lo da CCJ

Por Gabriel Mascarenhas Atualizado em 18 jul 2017, 16h14 - Publicado em 17 jul 2017, 06h21

Sérgio Zveiter entrou para a galeria de traidores de Michel Temer ao apresentar na CCJ da Câmara o parecer sugerindo a aceitação da denúncia contra o presidente.

Ato contínuo, peemedebistas passaram a defender a expulsão do carioca do partido. Mas o PMDB não é uma legenda convencional. Internamente, avalia-se que a medida o vitimizaria.

Carlos Marun e outros deputados da sigla – alguns ocupantes de cadeiras importantes – arquitetam algo bem mais destruidor para Zveiter, que certamente ganhou votos ao tentar atirar Temer aos leões, apesar de seu relatório ter sido derrotado na CCJ.

O plano é procurar Sérgio Cabral e pedir a ele para preparar, de dentro da cadeia, uma mensagem dizendo que sempre teve Zveiter na mais alta conta e que o considera um dos seus homens de confiança.

Ninguém sabe, porém, qual seria a disposição de Cabral em atender a um pleito dos correligionários, já que o ex-governador cultiva uma mágoa gigantesca de parte deles.

O sonho dourado dessa turma é fazer um vídeo de Cabral elogiando o deputado, que foi seu secretário, mas dificilmente haverá autorização para gravá-lo na penitenciária.

O objetivo da arapuca, obviamente, é arruinar o capital político de Zveiter, recém-conquistado com o parecer contra Temer, e atacar a honra do parlamentar. Afinal, quem no Rio apoia um homem de confiança de Cabral?

De quebra, em outra frente, o PMDB vai substitui-lo na CCJ. Agora, Zveiter terá a oportunidade de conhecer o verdadeiro DNA peemedebista.

Continua após a publicidade
Publicidade