Clique e assine a partir de 9,90/mês
Radar Por Robson Bonin Notas exclusivas sobre política, negócios e entretenimento. Com Evandro Éboli, Mariana Muniz e Manoel Schlindwein. Este conteúdo é exclusivo para assinantes.

Plataforma oferece cursos gratuitos contra ataques cibernéticos

Brasil sofreu mais de 1,6 bilhão ataques cibernéticos no primeiro trimestre do ano

Por Robson Bonin - Atualizado em 29 Jun 2020, 10h38 - Publicado em 29 Jun 2020, 10h30

A Fortinet, empresa americana de tecnologia, responsável pela instalação de mais da metade dos equipamentos de segurança cibernética no Brasil, acaba de criar uma fundação corporativa para apoiar iniciativas de combate à pandemia e aos crimes virtuais – o Brasil sofreu mais de 1,6 bilhão ataques cibernéticos no primeiro trimestre do ano.

A ideia é atuar no combate ao coronavírus e expandir as ações da empresa voltadas para a educação e a capacitação, com o objetivo de diminuir a incidência de crimes virtuais, especialmente nesse momento em que muitas pessoas estão trabalhando de casa.

ASSINE VEJA

Wassef: ‘Fiz para proteger o presidente’ Leia nesta edição: entrevista exclusiva com o advogado que escondeu Fabrício Queiroz, a estabilização no número de mortes por Covid-19 no Brasil e os novos caminhos para a educação
Clique e Assine

Nessa área, desde o lançamento da iniciativa de treinamento gratuito em 28 de abril, a empresa registra mais 455.000 inscrições nos cursos, feitas por pessoas 144 países, incluindo o Brasil.

Publicidade