Clique e Assine a partir de R$ 19,90/mês
Radar Por Robson Bonin Notas exclusivas sobre política, negócios e entretenimento. Com Gustavo Maia, Laísa Dall'Agnol e Lucas Vettorazzo. Este conteúdo é exclusivo para assinantes.

Plataforma oferece cursos gratuitos contra ataques cibernéticos

Brasil sofreu mais de 1,6 bilhão ataques cibernéticos no primeiro trimestre do ano

Por Robson Bonin Atualizado em 29 jun 2020, 10h38 - Publicado em 29 jun 2020, 10h30

A Fortinet, empresa americana de tecnologia, responsável pela instalação de mais da metade dos equipamentos de segurança cibernética no Brasil, acaba de criar uma fundação corporativa para apoiar iniciativas de combate à pandemia e aos crimes virtuais – o Brasil sofreu mais de 1,6 bilhão ataques cibernéticos no primeiro trimestre do ano.

A ideia é atuar no combate ao coronavírus e expandir as ações da empresa voltadas para a educação e a capacitação, com o objetivo de diminuir a incidência de crimes virtuais, especialmente nesse momento em que muitas pessoas estão trabalhando de casa.

ASSINE VEJA

Wassef: ‘Fiz para proteger o presidente’ Leia nesta edição: entrevista exclusiva com o advogado que escondeu Fabrício Queiroz, a estabilização no número de mortes por Covid-19 no Brasil e os novos caminhos para a educação
Clique e Assine

Nessa área, desde o lançamento da iniciativa de treinamento gratuito em 28 de abril, a empresa registra mais 455.000 inscrições nos cursos, feitas por pessoas 144 países, incluindo o Brasil.

Publicidade