Clique e assine com 88% de desconto
Radar Por Robson Bonin Notas exclusivas sobre política, negócios e entretenimento. Com Evandro Éboli, Mariana Muniz e Pedro Carvalho. Este conteúdo é exclusivo para assinantes.

Planalto detona invasores da embaixada da Venezuela: ‘inescrupulosos’

Em nota, Presidência prometeu atuar junto com o governo do DF para resolver ‘pacificamente’ a situação

Por Evandro Éboli - Atualizado em 13 nov 2019, 11h57 - Publicado em 13 nov 2019, 11h55

A Presidência divulgou nota há pouco para classificar de “fatos desagradáveis” a invasão da Embaixada da Venezuela em Brasília nesta quarta.

Como se sabe, simpatizantes de Juan Guaidó aproveitaram o descuido do corpo diplomático de Nicolás Maduro e, com a ajuda de diplomatas cooptados, tomaram o prédio.

“como sempre, há indivíduos inescrupulosos e levianos que querem tirar proveito dos acontecimentos para gerar desordem e instabilidade”, diz o texto do Planalto, que nega a anuência de Bolsonaro no episódio.

“O presidente da República jamais tomou conhecimento e, muito menos, incentivou a invasão da Embaixada da Venezuela, por partidários do Sr. Juan Guaidó. As forças de segurança, da União e do Distrito Federal, estão tomando providências para que a situação se resolva pacificamente e retorne à normalidade”, diz a nota.

Publicidade